< a indignação é a fertilidade do momento [ou rascunho é um email não enviado]

Me dizdigo enquanto escrevo e versa e vice.
Agradeço me relacionar com vocês em outro email.

NFTC é o carai de asa mermo (se ofender, desculpe a expressão),

Invadido conversas não pautadas, ele contamina os pensamentos ainda em desenvolvimento, vai te lascar NFC.

Deve ser um baita servidor pra guardar um mói de códigos que são só números, com outro mói de gente inventando paqueisso que é só isso.

Falo sério quando digo que tiro da tomada.

Se minha indignação passou dos limites é porque é pessoal, do pessoal que vê brief, ao mesmo tempo  que incorpora na arte uma forma de se desprender desse vocabulário.

Nem sempre somos o que falamos mas o que falamos diz sempre quem somos. Não faço. Até que eu pense diferente.

Me faz pensar nos filhos de um sistema mimado que estão por todos os lados, ficar comprando figurinha de gatinho virtual é um reflexo de nossa geração. Por que não vender um frame da foto lendária de Che e depois em uma live, queimar todo o dinheiro ao vivo e vender o vídeo a alguma galeria eurocentrica.

ou comprar de comida, alimentar a fome e fazer da oportunidade sua publicidade, em menos de 140 caracteres, sei lá,

um paqueisso com pqss, a indignação é a fertilidade do momento

conheci uma artista pernambucana que desde que o Brasil trocou de presidente, ela registra em foto suas fezes,

mas por quê?

se tu não se perguntou, eu me pergunto: por quê?

Adubo para tempos difíceis.

Achei interessante.

Quanto mais tempo o despresidente fica, mais vai ser preciso adubar.

Ela não sabe o que vai fazer depois, mas gostaria okupar a  #  com o nome dele e tudo mais que represente ele, para que as próximas gerações sejam um pouco mais férteis.

E se a gente justasse todas os cocôs em uma única imagem e vendesse pra algum colecionador bem sucedido, ou uma instituição moderna, um cheio de cry piton monedas, sei lá, um empreendedor que veja dinheiro em merdas.

vai que,

as pessoas aderem e vemos chuvas de bostas em nossas timelines, notícias em todos os jornais, a maior cagada em linha reta pra gente nunca esquecer.

cagando e adubando escreveria no título desse email. e não mando xêro.